mitos sobre o dinheiro

10 Principais Mitos Sobre Dinheiro Que Você Precisa se Livrar

Existem vários mitos sobre o dinheiro, e é importante que identifiquemos cada um deles de modo a ultrapassar os limites impostos por eles. Mitos sobre o dinheiro têm o poder de paralisar e de limitar o avanço financeiro de todo aquele que acredita nesses mitos.

O Que é Um Mito

Antes de avançarmos começaremos por definir o que são mitos de modo a que todos estejamos em sintonia. E para tal irei me recorrer a uma definição do Wikipédia:

Um mito (do grego antigo μυθος, translit. “mithós”) é uma narrativa de caráter simbólico-imagético, relacionada a uma dada cultura, que procura explicar e demonstrar, por meio da ação e do modo de ser das personagens, a origem das coisas (do mundo; dos homens; dos animais; das doenças; dos objetos; das práticas de caça, pesca, medicina entre outros; do amor; do ódio; da mentira e das relações, seja entre homens e homens, homens e mulheres e mulheres e mulheres, humanos e animais; enfim, de qualquer coisa fantasiosa que seja).

Pelo que podemos ver através da definição dada acima é que mitos são narrativas para explicar a realidade de que várias situações numa determinada cultura. Sendo assim, podemos chegar a conclusão que os mitos não reais uma vez que eles são desprovidos de factos que comprovem essa forma de interpretar um certa realidade.

É com base nesse entendimento que vamos enfrentar a questão dos mitos sobre o dinheiro que muitos têm.

Quais São os Principais Mitos Sobre o Dinheiro

#1 O Dinheiro é Mau

Muitos usam desta desculpa como motivo principal para não ter dinheiro. A desculpa de que o dinheiro é mau é uma das principais que pessoas pobres usam para justificar não ter dinheiro. O facto que se você acredita neste mito, então você não terá dinheiro. É tão simples como isso.

A verdade é que o dinheiro não tem personalidade. O dinheiro não é bom nem é mau. O dinheiro adopta a personalidade de quem o possui. Se a pessoa que tem dinheiro tem uma inclinação para o bem, ele irá usar o dinheiro para fazer o bem.

Mas se a pessoa que tem dinheiro estiver inclinado para o mal, certamente que irá o usar o dinheiro para fazer o mal às pessoas.

Existem vários exemplos de pessoas que todos nós conhecemos com uma inclinação para ambos os lados. O importante aqui é, qual é a inclinação do seu coração. Será que você gosta de fazer o bem ou prefere fazer o mal às pessoas.

Se você escolher fazer o mal, então usará o dinheiro para esse efeito.

#2 O Dinheiro é Raíz de Todos os Males

Esta é uma desculpa usada por muitos para justificar não ter dinheiro. O facto é que ela é parte de uma interpretação errada de um versículo da Bíblia.

A verdade é que o versículo bíblico a que o texto se refere não diz que o dinheiro é a raíz do mal, mas sim que o amor ao dinheiro é a raíz de todas as espécies de mal.

O que vemos aqui é que o texto Bíblico nos diz que é o amor ao dinheiro. Ora bem, qual é a licção que o texto nos ensina? É que não devemos amar o dinheiro.

O problema com a ideia de amar o dinheiro é que entramos no perigo de colocar o dinheiro em primeiro lugar, em detrimento das relações humanas.

Quando valorizamos mais ao dinheiro em detrimento das pessoas, é quando entramos na zona do perigo.

Mas também existe um outro aspecto que tem a ver com o servir ao dinheiro. Quem ama o dinheiro torna-se servo ou escravo do dinheiro. A posição ideal aqui é que o dinheiro é que deve nos servir e não nós servirmos ao dinheiro.

A questão que você deve responder é qual é a sua posição com relação ao dinheiro? Será que você ama mais ao dinheiro do que as pessoas, ou ama as pessoas e não ao dinheiro.

Não devemos amar ao dinheiro, mas sim amar as pessoas.

Não devemos servir ao dinheiro, mas sim fazer com que o dinheiro sirva a nós.

#3 O Dinheiro é Maldição

Esta é grande, principalmente para quem acredita que tudo que vai mal ou dá errado na sua vida é por causa de uma certa maldição. As pessoas que usam desta desculpa tem como base o facto de terem tidos experiências negativas como o dinheiro, ou por conhecerem pessoas com experiência negativas.

Este mito sobre o dinheiro está relacionado com o anterior. A verdade é que o dinheiro não tem personalidade. E se formos a analisar, muitas vezes quando as pessoas falam de benção referm-se também à benção financeira.

O dinheiro está mais ligado à benção do que à maldição.

Todo o tipo de experiências negativas com o dinheiro tem sempre alguma raíz, e que tem muito a ver com as más escolhas e decisões erradas que tomamos.

Portanto, antes de se precipitar a dizer que o dinheiro é maldição, analise bem a situação e veja porque é que a pessoa ou você teve as experiências negativas que teve.

O dinheiro é benção e não maldição, caso contrário as pessoas iriam de parar de orar para que Deus lhes abençoe financeiramente.

#4 O Dinheiro Não Traz Felicidade

Felicidade é algo que todo o ser humano procura. O facto é que na busca da felicidade as pessoas tropeçam em muitas tentativas de alcançar algo tão elusivo como isso.

Na realidade o que acontece é que todos nós estamos à busca da felicidade e muitas vezes pensamos que ela está ligada aos bens materiais que o dinheiro nos pode proporcionar. É verdade que muitos mesmo depois de terem todo o dinheiro não têm alcançado a felicidade.

Mas o oposto também é verdade, a falta de dinheiro também não traz felicidade. A questão aqui não é se o dinheiro traz felicidade ou não. O facto está em como alcançar essa felicidade.

Ademais, sugiro que antes de corrermos à procura da felicidade sejamos capazes de definir o que é felicidade. Defina o que é felicidade para si mesmo.

Isso é importante, porque algumas pessoas pensam que para se tornarem felizes precisam de encontrar alguém para se casar. E quando as coisas começam a correr mal no casamento, diremos então que o casamento não traz felicidade?

Isso é o que acontece com o dinheiro. É possível ser feliz com o dinheiro, assim também como é possível ser feliz sem o dinheiro. Não é o dinheiro que determina a felicidade ou infelicidade da pessoa. Existem muitos aspectos por considerar, e é importante que tomemos esses aspectos em consideração.

Na minha experiência e observação é que tanto aquele que não tem dinheiro como aquele que tem, os dois têm a possibilidade de serem felizes. Com ou sem o dinheiro.

Se o dinheiro não traz felicidade, o que é que traz?

#5 Só Pode Poupar Quando Tiver Muito Dinheiro

Este mito basea-se na premissa de que poupar dinheiro é para aqueles que têm muito dinheiro. Consequentemente, a pessoa passa o tempo adiando a possibilidade de começar a poupar para um futuro incerto.

É importante notar que quem tem dinheiro, o tem porque obedeceu a certos princípios e seguiu certas regras. E poupar dinheiro é uma delas. Por isso, você não deve esperar até que tenha muito dinheiro para começar a poupar.

Poupar dinheiro não é uma questão de dinheiro, mas sim uma questão de hábito. O que deve fazer é começar a desenvolver o hábito de poupar.  E isso é possível fazer com o valor que você é capaz de colocar de lado neste preciso momento.

Se não for capaz de poupar dinheiro agora com o que você tem, então não será capaz de o fazer no dia que tiver muito dinheiro. Isso porque você ainda não desenvolveu o hábito de poupar.

Se for capaz de poupar 100.00 MT, então será capaz de poupar 500.00 MT. Se não for capaz de poupar 50.00 MT então nunca será capaz de poupar 1000.00 MT. É tão simples como isso.

Comece a poupar agora com  o que você tem. Desenvolva o hábito de poupar agora, e você verá que isso se torna fácil à medida que a sua receita e capacidade de poupança aumentar.

Não adie a possibilidade de liberdade financeira para um futuro incerto, comece agora porque amanhã poderá ser tarde. Não deixe para amanhã o que você é capaz de fazer hoje.

Comece a poupar agora!

#6 O Dinheiro Muda as Pessoas

É verdade que o dinheiro tem um grande poder. E quem tem dinheiro tem mais poder em suas mãos. Mas algo que o dinheiro não tem poder para fazer é o de mudar as pessoas. O facto é que o dinheiro tem o poder de expor o que há no coração do homem.

Muitos pensam que as pessoas mudam quando têm dinheiro. E isso deve-se ao facto de verem pessoas que antes não tinham dinheiro, de repente se transformarem em pessoas diferentes. Mas esse não é o caso, a verdade é que essas pessoas estão apenas revelando a sua verdadeira natureza.

Costuma-se dizer que se quiser conhecer a verdadeira natureza de um Homem, dê-lhe dinheiro ou poder. Isso porque essas duas coisas têm o poder de manifestar o que está oculto no coração do Homem. Portanto, o dinheiro não muda as pessoas, ele apenas expõe a verdadeira natureza do Homem.

#7 Os Ricos Não Entrarão no Reino de Deus

Esta crença baseia-se numa interpretação errada de um versículo Bíblico. A verdade que Jesus não disse que os ricos não entrarão no reino de Deus, mas sim que era fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que aqueles que confiam nas riquezas entrarem no reino de Deus.

O problema aqui não está no ser rico, mas sim onde está a sua confiança. Se você confia mais nas riquezas do que em Deus, então isso é um problema. É possível ser rico e confiar em Deus. A Bíblia está repleta de exemplos de pessoas que eram ricas e mesmo assim continuaram a confiar em Deus.

Certamente que você deve conhecer também algumas pessoas ricas que tenham temor a Deus. Portanto, coloque a sua confiança em Deus, e não nas riquezas. Confie no Deus das riquezas e evite fazer das riquezas o seu Deus.

#8 Nem Todos Podem Ter Dinheiro

É verdade que nem todos podem ter dinheiro, mas isso é por uma questão de escolha e decisão própria. E você não precisa fazer parte dessa lista, a não ser que essa seja a sua preferência. E se assim o escolher, é importante não generalizar a sua opinião.

#9 É Melhor Ser Pobre do Que Ser Rico

A sério? Tenho muita dúvida que se você experimentar a pobreza na realidade irá acreditar nisso. Ainda estou por encontrar alguém pobre que goste da pobreza. Não há nada de bom na pobreza. A pobreza não dignifica o Homem, nem tão pouco.

Não existe nenhuma virtude em ser pobre, é por isso que Jesus veio para pregar o evangelho aos pobres. Para que o pobre saia da pobreza. Se for a prestar atenção, as pessoas mais oprimidas e que mais sofrem neste mundo, irá reparar que são os pobres.

A pobreza não é uma virtude e deve ser combatida a todo o custo. Por isso pare de dizer que é melhor ser pobre do que ser rico, porque não é.

#10 Quem Tem Dinheiro é Porque Roubou

Os que apregoam a pobreza ou os que têm falta de dinheiro, têm a tendência de criticar a quem tem. Essas pessoas não acreditam que é possível ganhar dinheiro honestamente, por isso, preferem acreditar que quem tem dinheiro é desonesto.

Esse grupo de pessoas tem uma mentalidade tão limitada a tal ponto de não acreditar que seja possível ganhar dinheiro de forma honesta. Para eles, todo aquele que tem dinheiro é desonesto, corrupto, ou ladrão.

Mas isso não é verdade.

É claro que existem pessoas neste mundo que ganham a vida de uma forma desonesta. Pessoas como traficantes de droga, bandidos, ladrões, políticos ou dirigentes corruptos, normalmente pertencem a categoria daqueles que ganham a vida desonestamente. Mas eles não são a maioria. Eles são a excepção.

A maioria das pessoas que tem dinheiro, ganha esse dinheiro de uma forma honesta e não necessariamente de uma forma desonesta.

Por isso é importante mudar a sua forma de ver a vida, e você também pode ganhar dinheiro se começar a olhar para a vida com uma nova perspectiva.

Conclusão

Espero que através desses mitos sobre o dinheiro você possa se espelhar e ver qual deles você acredita. É importante saber que eles são apenas mitos e que não constituem a verdade.

About Edgar Chauque

Edgar Chaúque é o fundador fundador e editor do DinheiroFala. Ele é também o homem por detrás do TecnoFala, SejaEmpreendedor, e do Share Your Ideas Online . É o Fundador da ZIKOMU MEDIA, e mentor do projeto ARQUITETOS DO FUTURO. Pode encontrá-lo também no seu blog pessoal.