8 Erros Que os Pais Cometem Com o Dinheiro

Os pais também cometem erros com o dinheiro, e infelizmente os erros dos pais têm consequências sérias porque afectam a família toda. E se você é pai ainda vai a tempo de corrigir os seus erros antes que seja tarde.

Os erros que cometemos com o dinheiro trazem consequências drásticas para quem os comete e também para a sua família. Por isso devemos aprender tudo o que pudermos sobre o dinheiro para evitar ao máximo cometer esses erros.

Aos filhos que estão a ler este artigo é importante saber que um dia também serão pais, por isso não descarte as licções deste artigo. Aprenda através delas e comece a fazer os ajustes agora.

#1 Não Poupar Para a Reforma

Poupar para a reforma é uma das primeiras coisas que um pai deve fazer, afinal de contas sempre chegará o dia em que já não poderá trabalhar. Infelizmente, muitos pais cometem o erro de não poupar para a reforma e ficam a espera que o Estado cuide deles.

Essa forma de ver as coisas é um pensamento herdado no passado em que o lema era trabalhar tantos anos no mesmo lugar e assegurar a reforma. Mas isso já não funciona na actualidade, ademais, com a inflação esse é um acto que não vale a pena porque o valor que recebe no final não dá para custear as despesas básicas.

#2 Querer Depender dos Filhos Quando Envelhecerem

 

Este erro é baseado numa questão cultural em algumas partes de África, e em particular Moçambique. Onde os pais esperam que um dia os filhos cuidem deles, é verdade que os filhos jamais devem abandonar os pais. Mas também não é prático que os pais deixem a responsabilidade total nas mãos dos filhos.

O que acontece é que há muitos casos em que os filhos não estão em condições de cuidar dos pais e o pouco que conseguem é para eles. A melhor coisa a fazer é sempre preparar a sua reforma, é importante assumir a responsabilidade de colocar dinheiro de lado para os dias maus e não colocar a sua dependência nos filhos.

#3 Não Ensinar os Filhos Sobre Dinheiro

Um dos grandes erros que os pais cometem é o de não ensinar os filhos sobre o dinheiro. Princípios como o de poupar dinheiro, como o dinheiro se ganha, e a valorização do dinheiro devem se ensinar quando ainda pequenos.

Os hábitos financeiros que adoptamos muitas vezes os adoptamos quando pequenos por observação, e acabamos transportando os mesmos hábitos para a vida adulta. Por isso é fundamental que os pais aprendam sobre educação financeira de modo a que possam também ensinar isso aos filhos.

É verdade que se os pais não têm e não observam os princípios básicos de gestão financeira, certamente não terão nada para ensinar os filhos. Porque você só pode ensinar aquilo que sabe e só pode dar aquilo que tem.

Se os pais são pessoas que gastam e não aplicam os princípios de gestão financeira então os filhos também farão a mesma coisa.

#4 Dar Tudo o Que os Filhos Querem

Existe uma mentalidade predominante entre os pais de não quererem ver os filhos passar por aquilo que eles passaram. Principalmente se os pais tiveram uma infância e um passado de muita dificuldade.

É verdade e correcto que os pais façam de tudo para dar o melhor aos seus filhos, só que isso também não deve ser em detrimento dos próprios filhos. É importante dar a melhor educação, a melhor vida, as melhores condições possíveis para que não sofram. Mas também é importante que eles aprendam certas licções de vida nesse processo.

Dar aos filhos tudo o que quiserem não ajuda as crianças a valorizarem o verdadeiro sentido da vida. Elas crescem pensando que na vida tudo é fácil, e quando chegam a fase adulta não estão preparados para enfrentar a outra realidade.

#5 Não Poupar Para a Educação dos  Filhos

A maior herança que um pai pode deixar para os seus filhos é a educação, e uma boa educação todos sabemos que é cara. Por isso é importante poupar dinheiro para a educação das crianças mesmo quando elas nascem.

As famílias nobres da Inglaterra fazem isso logo que os seus filhos nascem, eles reservam um lugar nas Universidades mais prestigiadas como as de Oxford e Cambridge. Embora essas crianças só entrarão na faculdade dezoito anos depois, os pais começam a colocar dinheiro de lado para aquele tempo, como se as crianças já estivessem lá.

Portanto, pais invistam na educação dos seus filhos, colocando sempre dinheiro de lado especificamente para a sua educação. Esse é o maior investimento que poderá fazer para os seus filhos, e eles estarão gratos por isso.

#6 Não  Ter Um  Fundo de Emergência

As emergências são uma constante nas nossas vidas, todos nós passamos por momentos de dificuldade inesperada. Porém o que determina a nossa forma de responder as esses momentos de desafios inesperados é a nossa preparação.

Quanto melhor preparados estivermos financeiramente melhor estaremos em condições de encarar as emergências. Por isso é um erro muito grande não separar dinheiro para as emergências, porque você nunca sabe quando é que ela irá surgir.

Questões como doenças, mortes na família, avaria do carro, acidentes, um furo em no tubo de canalização, avaria na geleira, e muitos outros cenários como estes são uma constante. Eles acontecem quando menos esperamos.

Por isso é muito importante separar dinheiro para um fundo de emergência. Não cometa o erro de não ter um fundo de emergência para a sua família.

#7  Confiar Na Pensão

Muitos pais confiam na pensão que um dia irão receber depois de vários anos de trabalho. Seja ela através do INSS ou outra forma de contribuição, mas é importante lembrar que esse dinheiro não será suficiente para as suas despesas diárias.

Não colocar dinheiro de lado a confiar que a sua pensão irá cuidar de si é um grande erro, porque você não irá viver da sua pensão. Ninguém vive dos valores que dão. Por isso a melhor forma de preparar para o futuro é colocar dinheiro de lado e investir para o seu futuro financeiro.

É importante nunca colocar o seu destino financeiro em mãos alheias, você é que é o responsável pelas suas finanças. Portanto, assuma essas responsabilidade e planeie melhor para o seu futuro.

#8 Não Ter Uma  Apólice de Vida

Sempre irá chegar o dia em que deixaremos este mundo, mas ninguém sabe quando. E lembre-se que você tem uma família, mulher e filhos que ainda precisam do seu sustento. Como é que eles irão viver na sua ausência se não preparar algo para eles.

Uma das melhores formas de preparar para o dia da sua morte sem que a sua família tenha que sofrer é através de uma apólice de vida. Todos nós devemos fazer isso pelo bem das nossas famílias e das pessoas que amamos.

Não pense que estará aqui para sempre, o dia da morte ninguém conhece mas o certo é que ele chegará. E muitas vezes esse dia chega quando menos esperamos, portanto, prepare-se para esse dia de modo a que sua família não tenha que sofrer.

Conclusão

Erros com o dinheiro todos nós cometemos em algum momento, mas é importante reduzir ao mínimo o nível de erros que cometemos com o dinheiro. Se você é pai ou mãe e está a cometer alguns desses erros é importante fazer uma reavaliação e os ajustes necessários.

Faça isso pelo bem da sua família e dos seus filhos. O melhor que um pai ou mãe pode fazer é aprender tudo o que puder sobre finanças pessoais. Faça isso e transfira esse conhecimento para a sua família.

About Edgar Chauque

Edgar Chaúque é o fundador fundador e editor do DinheiroFala. Ele é também o homem por detrás do TecnoFala, SejaEmpreendedor, e do
Share Your Ideas Online .
É o Fundador da ZIKOMU MEDIA, e mentor do projeto ARQUITETOS DO FUTURO. Pode encontrá-lo também no seu blog pessoal.