mercado financeiro

O Mercado Financeiro e Como Ele Funciona

O mercado financeiro é um conjunto de instituições, instrumentos, e mecanismos financeiros que permitem a canalização da poupança para um investimento produtivo. O mercado financeiro é composto por quatro segmentos, sobre os quais iremos falar neste artigo.

O mercado financeiro faz a ligação entre as pessoas ou empresas com excesso de dinheiro (chamados agentes superavitários) e as pessoas ou empresas que precisam de dinheiro (agentes deficitários).

Normalmente as pessoas que têm a prática de poupar dinheiro podem investir as suas poupanças no mercado financeiro através de empréstimos, por exemplo, para as empresas que precisam de dinheiro num dado momento, para suprir com as suas necessidades de investimento a curto, médio e longo prazo.

O mercado financeiro permite que este tipo de operações ocorra de forma organizada e regulamentada.

Para entender melhor este conceito você pode assistir a este vídeo se assim o preferir:

Assim, tendo em conta as diferentes necessidades económicas da sociedade, foram estabelecidos 4 submercados/segmentos, cada um virado para responder a certas necessidades do mercado financeiro, sendo estes:

O Mercado Monetário

Mercado Financeiro

Destinado para operações de curto prazo que visam responder a necessidades imediatas, principalmente das instituições financeiras (agentes deficitários), que assim como as pessoas singulares, também recorrem a empréstimos para suprir com as suas necessidades de caixa. Geralmente estes adquirem o empréstimo de outras instituições financeiras e/ou dos seus clientes (agente superavitários).

O Mercado Cambial

Mercado Financeiro

Composto por um conjunto de operações de compra e venda de moeda estrangeira. Por exemplo imaginemos que o Paulo precisa de Libras para utilizar durante uma viagem a Inglaterra. Este pode adquirir esta moeda estrangeira através de um banco comercial, casa de câmbio, entre outros, sendo neste caso, o agente superavitário ou com excesso de Libras, o Banco ou Casa de Câmbio e o agente deficitário ou com falta de Dólares, o Paulo.

 O Mercado de Crédito

Mercado Financeiro
frycyk01 / Pixabay

Composto por um conjunto de operações de curto, médio e logo prazo, destinadas ao empréstimo de dinheiro realizadas pelas instituições financeiras para atender às necessidades de indivíduos e/ou empresas, sendo neste caso as instituições financeiras os agentes superavitários ou com excesso de dinheiro e as pessoas ou empresas, os agentes deficitários ou com falta de dinheiro para suprir com as suas necessidades.

O Mercado de Capitais

Caracterizado por um conjunto de operações de compra e venda de instrumentos financeiros que permitem a canalização de fundos ou dinheiro para o investimento produtivo.

Mercado Financeiro

Como todos os outros mercados descritos, o mercado de capitais também tem a finalidade de permitir a ligação entre os agentes com excesso de dinheiro e aqueles com falta de dinheiro. A grande diferença neste mercado é que esta canalização ou ligação é feita através da compra e venda de valores mobiliários.

Valores mobiliários ou títulos são instrumentos financeiros de curto, médio e longo prazo, criados pelo Estado ou Empresas para vender ao público investidor no mercado de capitais e, através destas operações, adquirir o dinheiro que precisam para financiar os seus projectos.

São valores mobiliários as acções, obrigações e o papel comercial, que serão melhor apresentados nos próximos vídeos.

Dentro do Mercado de Capitais, podemos encontrar o Mercado de Valores Mobiliários. Entretanto, olhando para a vertente dos valores mobiliários, há que ter em conta a sua criação e sua negociação, visto que para serem negociados, tem que primeiro ser criados e já vimos também que estes são criados pelas empresas e/ou pelo Estado para vender ao público investidor.

Assim, o Mercado de Valores Mobiliários é composto pelo Mercado Primário, onde o Estado e as Empresas criam e vendem os valores mobiliários pela primeira vez ao público investidor e, o Mercado Secundário, onde se negoceiam estes mesmos títulos a posterior junto das bolsas de valores.

Visto que a Bolsa de Valores é um instrumento para a negociação (compra e venda) de títulos ou valores mobiliários, esta se enquadra no Mercado Secundário. De referir que durante as transacções do mercado secundário na Bolsa de Valores, os títulos são negociados (ou seja, vendidos e/ou comprados) apenas entre o público investidor, sem intervenção das entidades que criaram os títulos no mercado primário.

Através das transacções realizadas na Bolsa de Valores, é feita a transferência de titularidade dos valores mobiliários entre os investidores, sendo que através da compra e venda dos mesmos, estes podem valorizar-se no mercado.

Em resumo, o mercado financeiro tem a finalidade de fazer a ligação entre os agentes com excesso de dinheiro e os agentes com falta de dinheiro.

Assim foram criados os mercados monetário para os empréstimos destinados principalmente às instituições financeiras, o mercado cambial, para a compra e venda de moeda estrangeira, o mercado de crédito para o empréstimo direccionado as pessoas singulares e empresas e o mercado de capitais para a compra e venda de valores mobiliários.

A intenção do mercado financeiro é manter o dinheiro a circular e criar uma economia dinâmica.

No mercado de capitais, encontramos o mercado de valores mobiliários que está subdividido entre o mercado primário, para a criação dos valores mobiliários e o mercado secundário, para a negociação destes títulos.

A Bolsa de valores enquadra-se dentro do mercado Secundário.

Por fim, importa destacar que todos os segmentos do mercado financeiro apresentados estão sob a supervisão e fiscalização do Banco de Moçambique.

Fonte: Bolsa de Valores de Moçambique

 

Deixar uma resposta