|

Os Distúrbios Financeiros e Como Eles Afectam a Sua Vida

Existem distúrbios financeiros que têm impacto na vida das pessoas e afectam o seu comportamento mesmo sem que elas percebam. Muitas das escolhas e comportamenteos que as pessoas apresentam derivam das crenças que advêm desses distúrbios.

Esses distúrbios resultam de crenças financeiras que as pessoas carregam consigo desde a infância e trazem consigo na sua vida adulta. Eles são tão impactantes na vida das pessoas de tal modo que sem que elas percebam acabam sendo governdadas por eles.

A razão disso tem a ver com o facto desses distúrbios alojarem-se no subconsciente das pessoas. E como consequência disso as paessoas passam grande parte das suas vidas víctimas de escolhas, decisões, e comportamentos influenciados pela sua forma de pensar.

Ter uma noção da existência desses deistúrbios é o primeiro passo para saber o que realmente está sabotando os seus objectivos financeiros. Por isso, neste artigo falarei sobre est assunto de modo a oferecer um guia para auxiliá-lo a diagnosticar a razão de certos comportamentos e como lidar com eles.

Mas antes comecemos por definir o que são distúrbios financeiros.

O Que São Distúrbios Financeiros

Para encontrarmos uma definição sobre distúrbios financeiros iremos recorrer ao Wikipédia e ver o que tem para nos dizer.

Os distúrbios financeiros são os padrões mal adaptados de crenças e comportamentos financeiros que conduzem a um sofrimento clinicamente significativo, a uma deficiência no funcionamento social ou profissional, devido a tensão financeira ou a uma incapacidade de usufruir adequadamente dos seus recursos financeiros. Também conhecida como tensão financeira, é uma crença de que nunca há dinheiro suficiente disponível para pagar contas ou prover as necessidades da vida. Wikipédia

Com base nesta definição podemos nos guiar para melhor entendermos do que se trata quando falamos de distúrbios financeiros. Algo a ter em conta é o facto de se tratar de padrões de crenças e comportamentos financeiros.

Esses padrões de comportamentos têm um impacto nas escolhas e decisões que as pessoas tomam. E que por consequência produzem resultados que podem ser desagradáveis na vida das pessoas. Esses comportamentos acam por os principais sabotadores dos objectivos das pessoas.

E para melhor entendermos como eles se manifestam vejamos a seguir quais são os sintomas desse tipo de distúrbios.

Sintomas de Distúrbios Financeiros

Como qualquer outro tipo de distúrbio, os distúrbios financeiros tem os seus sintomas, e é importante saber quais são e como é que eles se manifestam. A seguir estão alguns desses sintomas:

Síndrome do Príncipe Encantado

As pessoas que sofrem da síndrome do Príncipe Encantado têm a necessidade de esperar por uma fonte externa para ajudá-las financeiramente. Seja para pagar as suas dívidas, assistência do governo, ou até uma herança familiar.

Geralmente pessoas que buscam ou dependem de terceiros para assistência financeira muitas vezes sofre da Síndrome do Príncipe Encantado.

Vícios em Apostas

A pessoa viciada em apostas tem uma constante vonte de fazer apostas apesar das consequências negativas desse comportamento. Essas pessoas estão dispostas a fazer o que é necessário para alimentar o vício em apostas. Elas podem até se endividar e vender os seus próprios bens de modo a alimentar este vício.

O vício em apostas é um vício semelhante a qualquer outro vício e deve ser tratado como tal. E onde for necessário recorrer ao tipo de terapia e tratamento necessário para o efeito.

Infidelidade Financeira

Infidelidade financeira é gastar dinheiro, possuir dívidas ou cartões de crédito, ter contas secretas ou esconder dinheiro, pedir dinheiro emprestado, ou incorrer em dívidas, sem o conhecimento do cônjuge, parceiro, ou outra pessoa significativa. A infidelidade financeira numa relação pode incluir quaisquer decisões financeiras tomadas por um parceiro que possam afectar, sobrecarregar, pressionar ou atrasar o planeamento financeiro da relação. Wikipédia

A infidelidade financeira resulta numa perda de intimidade e confiança numa relação.

Gastos Compulsivos

Este comportamento faz com que a pessoa faça compras compulsivas como resultado de impulso interno que faz com ela gaste dinheiro de uma forma desordenada. Os gastos compulsivos geralmente levam a pessoa a fazer compras de forma indiscriminada e desnecessária.

A pessoa com este tipo de comportamento sente a necessidade de fazer compras mesmo não tendo necessidade para tal. Para essa pessoa fazer compras é uma forma de terapia.

Tipos de Distúrbios Financeiros

Existem vários tipos de distúrbios financeiros, e a seguir veremos como é que cada um deles se manifesta na vida das pessoas.

Negação Financeira

Esta crença está associada com pessoas que acreditam que o dinheiro é mau ou a raíz de todos os males. Eles acreditam também que pessoas ricas são gananciosas ou corruptas. Elas geralmente têm uma visão negativa sobre o dinheiro e sobre quem o possui.

Eles também acreditam que não merecem ter muito dinheiro, e que há virtude em ter pouco dinheiro. Essas pessoas podem sabotar o seu sucesso finaneiro. Têm ideias negativas sobre dinheiro e riqueza, e podem também doar dinheiro com frequência como tentativa incosciente de ficar com pouco dinheiro.

A negação financeira pode estar associada ao querer evitar pensar sobre dinheiro, e geralmente ignoram as declarações financeiras. Elas podem também ter dificuldades em gerir um orçamento.

Até mesmo a escolha de carreiras pode ser um sinal de Negação financeira. Como por exemplo carreiras ligadas às áreas de humanidades.

Adoração ao Dinheiro

A principal chave deste comportamento é a crença de que ter mais dinheiro conduzirá a uma maior felicidade. Os indivíduos com esta distúrbio estão obcecados com a ideia de que a obtenção de mais dinheiro é necessária para progredir na vida e, ao mesmo tempo, convencidos de que nunca terão dinheiro suficiente para satisfazer as suas necessidades ou desejos. Wikipédia

Status Financeiro

Pessoas que buscam o status finceiro associam o seu valor pessoal com o seu valor monetário, ou seja, com o quanto dinheiro elas têm. Elas priorizam a exibição de uma aparência externa de riqueza e podem gastar mais do que têm.

Geralmente essas pessoas tem a tendência de comprar objectos de luxo, ou artigos que estão na moda de modo a ostentar e exibir uma aparência de quem tem muito dinheiro mas na verdade não o tem. Para essas pessoas, é importante passar a imagem de que elas estão bem financeiramente, mesmo não estando.

Por isso, elas podem até criar dívidas para para ter artigos de luxo e de marca só para poder exibir para outras pessoas. Elas são também propensas a apostas excessivas como forma de obter dinheiro para os seus caprichos constantes.

Vigilância ao Dinheiro

As pessoas com vigilância financeira são, alertas, vigilantes, e preocupadas com a sua saúde financeira. Sentir que têm dinheiro suficiente é importante para elas. Elas acreditam que é importante poupar, não esperam por milagres financeiros, e nem esperam ganhar a lotaria.

Essas pessoas acreditam que a pessoas devem trabalhar para o seu dinheiro e não esperar por esmolas de terceiros.

Geralmente pessoas com altos nívies de Vigilância Financeira têm a tendência de mostrar altos níveis de saúde financeira. Eles fazem boas escolhas, e conseguem suprir as suas necessidades financeiras. Não fazem compras a crédito, e apenas gastam o que são capazes de gastar, e gostam de barganhas.

agora você já sabe o que são distúrbios financeiros e quais são os seus sintomas. Agora cabe a si identificar se tem algum desses distúrbios e como é que eles tem afectado a sua vida.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.