mercado de capitais

Mercado de Capitais: O Que é e Como Investir Nele

O mercado de capitais é um dos mercados que compõe o mercado financeiro, nele ocorrem várias transações para a obtenção de financiamento para as empresas, assim como uma oportunidade para o público investir.

Pessoas singulares podem e o público em geral podem investir no mercado de capitais através da compra de acções, obrigações, e papel comercial.

É através do mercado de capitais que as empresas obtém financiamento para as suas empresas, e elas o fazem através da venda de títulos que podem ser na forma de acções, obrigações, e papel comercial. Para melhor entendermos sobre o mercado financeiro e como ele funciona é melhor ler o artigo.

Mercado Financeiro

O mercado financeiro é composto de quatro tipos de mercados que são:

  • Mercado Monetário
  • Mercado Cambial
  • Mercado de Crédito
  • Mercado de Capitais

Como se obtém financiamento

No mercado de capitais é onde se negoceiam Títulos emitidos por empresas privadas, podem ser financeiras ou não financeiras, pelo Estado e também por empresas públicas. Esses títulos podem ser Acções, Obrigações, ou Papel Comercial.

O Que é o Mercado de Capitais

O mercado de capitais é o mercado onde os clientes podem encontrar outros produtos financeiros alternativos àqueles que são oferecidos pelos bancos.

Dentro deste mercado de capitais existem:

  • Mercado Primário e o
  • Mercado Secundário: é neste mercado onde opera a Bolsa de Valores.

O Que São Títulos

FirmBee / PixabayTítulos: é um instrumento financeiro que são emitidos por entidades que podem ser empresas, o Estado, que conferem aos seu titulares determinados direitos assim também como deveres. Em Moçambique os Títulos que são emitidos com maior frequência são as Acções, Obrigações, e Papel Comercial.

O Que São Acções

mercado de capitais

São títulos representativos de uma parcela do capital social de uma empresa, elas podem apresentar-se de duas formas: físico (com certificado) ou escritural (registo em contas de título).

A acções permitem que as empresas se financiem através da venda das mesmas ou da emissão de novas. Ao comprar um acção a pessoa torna-se accionista de empresa que emitiu esse título na proporção das acções detidas. A sua rentabilidade irá depender directamente dos resultados da empresa e a sua valorização dependerá da sua cotação no mercado da bolsa.

Isto significa que se uma pessoa tem acções numa determinada empresa, essa pessoa é dona da empresa numa determinada percentagem correspondente a quantidade de acções que tem.

Por exemplo numa empresa com capital social de 50 000 Mt, e você detêm 5 mil acções desta empresa, você detêm 10% do capital social desta empresa, o que quer dizer que é dono dessa empresa em 10% do capital.

As acções também conferem aos seus titulares (accionistas), o direito de recebimento de dividendos sempre que a empresa apresentar lucros e decide distribuir parte desses seus lucros aos seus proprietários.

Se for accionistas de acções ordinárias tem o direito de participar nas assembleias gerais e exercer o seu direito de voto, o que quer dizer que você estará participando no processo de tomada de decisões desta empresa.

O Que São Obrigações

mercado de capitais
sabinevanerp / Pixabay

Obrigações são títulos representativos de uma dívida de longo prazo, mais de um ano, através dos quais as entidades emitentes, empresas ou Estado, adquirem empréstimos junto do público investidor. Os títulos representativos de dívida conferem ao seu titular o direito a uma remuneração periódica através dos juros durante a vida útil do empréstimo.

E ao reembolso do capital inicialmente investido na data da maturidade do empréstimo.Ao adquirir estes títulos o investidor passa a ser credor da entidade emitente pelo valor do título adquirido.

O seu rendimento dependerá das condições estabelecidas pela empresa para o empréstimo, e não dos resultados financeiros da mesma.

Quem compra obrigações de uma empresa significa que esta pessoa está a tornar-se credora da empresa, sendo assim essa empresa tem obrigação de pagar aos seus obrigacionistas, que são as pessoas que investiram nas suas obrigações pagamentos de juros periódicos, e no final do período reembolsar o capital investido.

Esse pagamento é feito com juros e é periódico, a entidade emitente define se é trimestral, semestral ou anual.

O Que é Papel Comercial

mercado de capitais

Papel Comercial são títulos representativos de uma dívida de curto prazo até um ano através dos quais as entidades emitentes, empresas, adquirem empréstimos junto do público investidor. A semelhança das obrigações estes títulos conferem ao seu titular o direito a uma remuneração periódica através dos juros durante a vida útil do empréstimo, e ao reembolso do capital inicialmente investido na data da maturidade do empréstimo.

Ao adquirir estes títulos, o investidor passa a ser credor da entidade emitente pelo valor do papel comercial adquirido. O seu rendimento também dependerá das condições estabelecidas pela empresa para o empréstimo e não depende dos resultados financeiros da mesma.

Sempre que uma empresa necessita de financiamento ela apresenta a tendência de se dirigir a um banco comercial, em que a empresa só tem consciência do montante que necessita. E cabe ao banco definir todas as condições básicas de financiamento, isto é, a taxa de juro, o prazo do empréstimo, exigência de garantias, entre outros aspectos.

Nos empréstimos obrigacionistas com também de Papel Comercial, a entidade emitente que é a empresa, para além de saber qual é o montante que pretende financiamento, ela é o agente decisor.

O que significa que ela define a taxa de juro que está disposta a remunerar,e a taxa de juro do seu empréstimo, o prazo do seu empréstimo, entre outros aspectos relevantes. Como resultado disto ela emite títulos no montante que ela necessita de financiamento.

Diferença Entre Obrigações e Papel Comercial

As obrigações são emitidas com o objectivo de captar grandes somas de dinheiro para financiar os planos de investimento das empresas. Este tipo de empréstimos geralmente é de médio e longo prazo, o que significa que este tipo de empréstimo tem um prazo de um ano em diante.

O Papel Comercial são títulos emitidos para financiar o défice de tesouraria das empresas, isto é, as suas necessidades de curto prazo. Por isso que é uma forma de financiamento que tem a duração máxima de um ano.

Procedimento Para a Emissão de Títulos

Primeiro é importante indicar o tipo de títulos que pretende emitir, se são acções, obrigações, ou papel comercial. A quantidade de títulos e o preço. O montante do financiamento resulta da multiplicação desta quantidade de títulos que é emitido pelo preço.

Se se tratar de um título de dívidas, nesse caso as obrigações e papel comercial, é necessário que se indique a taxa de juro inicial para o primeiro pagamento, qual é o prazo do empréstimo, qual será o plano de amortização que é o plano para o pagamento desta dívida aos investidores que vão comprar estes empréstimos.

O processo a seguir é fixar as condições de subscrição. A subscrição consiste na primeira venda dos títulos após a sua emissão. A empresa cria os títulos e depois vende esses títulos aos investidores. Este processo de venda é designado por subscrição.

A subscrição pode ocorrer em duas modalidades:

A primeira é a subscrição pública e a outra é a subscrição privada.

Na subscrição pública a oferta é dirigida ao público em geral, o que quer dizer que qualquer pessoa tanto singular como colectiva podem comprar os títulos desta empresa ou entidade.

Procedimento na Subscrição Privada

A oferta de títulos é dirigida a um grupo específico de pessoas.

Uma vez definida a modalidade de subscrição, é necessário que a empresa defina o prazo, isto é, o período através do qual os investidores vão dar as suas ordens de compra para esses títulos, e este período é chamado de período de subscrição.

Os investidores podem se dirigir aos bancos comerciais e lá estará apresentado um documento designado boletim de subscrição, que é o documento que é usado para dar a instrução de compras para esses títulos.

Depois deste processo os bancos comerciais canalizam este processo para um sistema específico que é utilizado para realizar o apuramento dos resultados para esta operação.

Conclusão

Este artigo trouxe para si a informação sobre mercados de capitais e como ele funciona. Cabe a si escolher a melhor forma de investimento neste mercado.

Com esta informação você já tem uma ideia de como o mercado de capitais funciona e como é que pode investir neste mercado. Você poderá também decidir qual é o melhor investimento para si, se é investir em acções, em obrigações, ou em papel comercial.

A ideia deste artigo é de lhe elucidar sobre as várias formas de investimento possíveis no mercado de capitais, e qual é a melhor forma para si.

Fonte: Bolsa de Valores de Moçambique

Deixar uma resposta